Notícias Corporativas

Brasil tem aumento de cirurgias plásticas em homens

Buscando melhorar aspectos do rosto e corpo, o bem-estar e a vaidade, o público masculino está cada vez mais adepto as cirurgias plásticas. Prova disso é o crescimento do número de homens que procuram por esse tipo de procedimento no Brasil.

Dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) revelaram que o número de pacientes do gênero masculino que se submetem a procedimentos cirúrgicos com finalidade estética subiu de 5% para 30%, em cinco anos. Já outra pesquisa, desta vez do Ibope de 2019, mostrou que, de 650 mil cirurgias plásticas realizadas, 104 mil foram em homens.

Para o Dr. Felipe Villaça, cirurgião plástico da FVG Cirurgia Plástica, que atua em duas unidades situadas em Belo Horizonte, esse crescimento está relacionado a uma mudança de mentalidade na sociedade. “Os homens estão cada vez mais conscientes de como a autoestima pode impactar sua qualidade de vida, relacionamentos, desempenho profissional e bem-estar geral. Assim, muitos estão buscando ativamente maneiras de melhorar sua autoimagem”, explica.

Entre os procedimentos mais procurados pelos pacientes estão a lipo HD, a ginecomastia e a rinoplastia. “A lipo HD, uma das principais novidades procuradas pelos homens, define abdômen, braços, coxas e, também, é colocada gordura dentro do músculo para tonificar. Porém, é importante que o indivíduo tenha hábitos saudáveis para ter resultados satisfatórios e a longo prazo”, pontua o cirurgião.

Já a correção da ginecomastia se dá por um aumento descontrolado das mamas masculinas, ou pacientes pós-bariátrica. “O tratamento para ginecomastia deve ser orientado por um especialista. Em geral, casos mais leves podem ser resolvidos com medicamentos e mudanças de hábitos. Casos mais graves precisam ser resolvidos com cirurgia para retirar o excesso de mama”, afirma o Dr. Felipe Villaça.

Finalmente, a rinoplastia também é um procedimento que segue em alta entre os homens e pode ser realizada tanto por razões estéticas quanto para corrigir questões funcionais. “Esse procedimento é procurado por pacientes na faixa de idade entre 20 a 30 anos e pode melhorar a qualidade respiratória, corrigir traumas nasais, afinar o nariz, reduzir o volume, e alinhar assimetrias”, finaliza o especialista da FVG Cirurgia Plástica.

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES, SORTEIOS E PROMOÇÕES

Invalid email address
Prometemos não enviar spam para você.  Pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos. A publicidade é uma fonte importante de financiamento de nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.