Notícias Corporativas

Técnica possibilita aumento da mama sem uso de silicone

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) estima que, em 2023, foram feitos 2 milhões de procedimentos no Brasil. Entre eles, estão as cirurgias plásticas mamárias, como as que promovem o aumento da mama. Graças a uma nova técnica chamada mastopexia Natural Plus, esse tipo de operação pode ser feito sem o implante de silicone.

Desenvolvida pelo cirurgião plástico Mateus Neves e pela mastologista Milena Pessoa, do Instituto Aprimorale, em Salvador (BA), a mastopexia Natural Plus faz uso da lipoenxertia ‒  que consiste, nesse caso, na transferência de gordura de outras partes do corpo para o músculo peitoral. A técnica, segundo os médicos, surgiu para atender uma necessidade das próprias pacientes.

“Observamos um aumento no número de mulheres que desejam realizar uma mamoplastia associada à mastopexia (retirada do excesso de pele e elevação do tecido mamário) e expressavam um desejo de um colo mais preenchido, especialmente na parte superior”, comenta o Dr. Mateus Neves. “Ao mesmo tempo, muitas dessas pacientes têm receio no uso de prótese de silicone, seja pela necessidade de uma nova cirurgia no futuro para troca da prótese, ou até mesmo por medo de “rejeição”, complementa. 

Questões estéticas, de autoestima e conforto com o próprio corpo são alguns dos fatores que motivam a procura dessa cirurgia, avaliam os médicos.

Como funciona a mastopexia Natural Plus

Segundo a Dra. Milena Pessoa, o desenvolvimento da técnica levou em conta uma insatisfação comum com os resultados de longo prazo da mastopexia sem prótese convencional. “A Mastopexia sem prótese muitas vezes resulta em formato de gota ao longo do tempo. Procuramos uma abordagem que pudesse proporcionar resultados estéticos mais duradouros. Foi assim que idealizamos a técnica.”

Primeiramente, é feita a lipoaspiração para coletar gordura de uma área do corpo da própria paciente. Essa gordura é preparada e enxertada no músculo peitoral maior a fim de dar volume à área, detalham os profissionais. “Em seguida, realizamos a mastopexia com retalho da própria glândula mamária (retalho de Liacyr), uma etapa que serve para aumentar ainda mais a projeção do colo”, afirma o Dr. Mateus Neves.

O cirurgião plástico esclarece que, na fase final do procedimento, é feita a “lipoenxertia do tecido subcutâneo [localizado abaixo da pele] do colo no intuito de melhorar o contorno da mama e também volumizar o decote”. 

A técnica mostra-se eficaz também para quem já colocou silicone no passado e tem o desejo de retirá-lo. “Ela oferece uma maneira adequada de proporcionar volume em casos de explante [procedimento de retirada do silicone], contribuindo para resultados esteticamente agradáveis”, descreve a Dra. Milena Pessoa.

O cirurgião plástico reforça a importância de as pacientes seguirem corretamente as orientações médicas e não terem receio de tirar todas as dúvidas antes do procedimento. “Alinhar expectativas com o profissional responsável é essencial, principalmente porque  com essa técnica, não conseguimos entregar grandes volumes mamários”. Para ele, “o resultado sempre será mais natural e com colo menos marcado, se comparado ao resultado de uma mastopexia com prótese”.

O Dr. Mateus Neves acrescenta que a mastopexia Natural Plus é “reservada apenas para os casos em que as pacientes não desejam utilizar próteses de mama ou tenham algum tipo de contraindicação”.

Para saber mais, basta acessar: https://clinicaaprimorale.com/ 

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES, SORTEIOS E PROMOÇÕES

Invalid email address
Prometemos não enviar spam para você.  Pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos. A publicidade é uma fonte importante de financiamento de nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.