Notícias Corporativas

Colágeno é alternativa para rejuvenescimento da pele

O colágeno é uma proteína essencial para a estrutura e a integridade de vários tecidos, como pele, ossos, cartilagens, tendões e ligamentos. Sua principal função é proporcionar resistência, elasticidade e coesão a esses tecidos e, atualmente, a complementação e reposição dessa proteína já é possível através de suplementos alimentares e de procedimentos estéticos. De acordo com dados do Google Trends divulgados pela CNN, o interesse pelo assunto cresceu 100% nos últimos cinco anos, em escala global. 

Comprovadamente, segundo informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional São Paulo (SBD-SP), o colágeno passa a reduzir sua produção progressivamente a partir dos 25 anos. Além disso, esse processo natural pode ser agravado pelo envelhecimento causado, principalmente, pela exposição ao sol, tabagismo, alterações hormonais, entre outros agentes causadores. 

Quando se fala em beleza, o Brasil é um dos países que mais se preocupa com esse aspecto físico e, da mesma forma, um dos que mais realizam procedimentos estéticos. O último relatório do ISAPS destaca que o país é o segundo no ranking de realização de procedimentos não cirúrgicos, que incluem os injetáveis e tratamentos de rejuvenescimento.

Para a Dra. Ana Carulina Moreno (CRMRJ 97133-2/RQE 21135), dermatologista e especialista em rejuvenescimento facial, o colágeno desempenha um papel crucial na manutenção da saúde e sua importância vai além da estética. “O estímulo de colágeno é uma das melhores formas de gerenciar o envelhecimento a longo prazo. Atualmente, é possível fazer isso de forma natural, através de procedimentos modernos de energia (com as tecnologias) e injetáveis (com os bioestimuladores). Assim é feito um estímulo adequado para as células produtoras de colágeno que vão ‘adormecendo’ com o passar dos anos”, explica a especialista.

A especialista, que atende em sua clínica na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), destaca ainda que devido à alta procura, existe uma série de informações dissipadas na internet e redes sociais, o que pode levar ao paciente à desinformação sobre as propriedades e garantias do uso de colágeno.

Para esclarecer e informar, a Dra. Ana Carolina lista os principais “mitos” sobre o assunto:

Procedimentos com colágeno devem ser feitos somente quando há sinal de flacidez na pele?
Dra. Ana Carulina  – Não. É indicado iniciar os estímulos entre 25 e 30 anos de idade para prevenir a perda intensa de colágeno e, com isso, envelhecer mais lentamente a pele. Peles mais jovens tendem a responder melhor aos tratamentos de estímulo de colágeno.

É verdade que não tem durabilidade?
Dra. Ana Carulina – O colágeno produzido é do nosso próprio corpo, ou seja, os resultados são mantidos, mas perdemos pela ação do tempo e do envelhecimento contínuo. A resposta na produção de colágeno é individual, uma vez que é o próprio organismo que vai produzir. A regularidade na aplicação é crucial para ver resultados significativos.

Pode ser aplicado somente no rosto?

Dra. Ana Carulina – Pode ser usado na face e em todo o corpo, melhorando a flacidez corporal e também o aspecto das estrias. Torna a pele mais resiliente e capaz de se recuperar de danos, além de poder ajudar a suavizar cicatrizes de acne e manchas, resultando em uma pele mais uniforme.

Para saber os procedimentos mais modernos na aplicação de colágeno e obter informações de tratamentos adequados, basta acessar o site da especialista: https://www.carumoreno.com.br/

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES, SORTEIOS E PROMOÇÕES

Invalid email address
Prometemos não enviar spam para você.  Pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos. A publicidade é uma fonte importante de financiamento de nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.