Notícias Corporativas

Políticas Públicas impulsionam o Turismo em São Paulo

São Paulo, um dos estados mais proeminentes no cenário turístico brasileiro, continua aprimorando suas políticas públicas para impulsionar o setor. Desde a década de 80, a constituição estadual tem destinado recursos do orçamento governamental para investimentos em infraestrutura turística em municípios tradicionalmente visitados, tanto no litoral quanto no interior paulista.

Em 2015, a legislação foi aperfeiçoada para enfrentar os desafios da indústria turística, ampliando de maneira significativa o atendimento a 210 municípios paulistas, com a inclusão de 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs) ao lado das 70 prefeituras estância. Essa ampliação levou à implementação de um ranqueamento a cada três anos, no qual todos os municípios participam, impulsionando o desenvolvimento do turismo local.

Atualmente, a Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo (SETUR/SP) libera aproximadamente R$ 600 milhões anuais por meio do DADETUR para obras de infraestrutura e eventos para 210 municípios turísticos, 80% desse valor vai para as estâncias e 20% para os MITs. Com o turismo respondendo por 10% do PIB paulista e mais de 2,5 milhões de empregos diretos, o setor desempenha um papel vital na economia do estado.

O debate em curso na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), envolvendo deputados, SETUR/SP, APRECESP – Associação das Prefeituras das Cidades Estância do Estado de São Paulo e AMITESP – Associação dos Municípios de Interesse Turístico do Estado de São Paulo, visa aperfeiçoar ainda mais o arcabouço legal do turismo paulista. Questões como o aumento do número de estâncias e MITs, aumento dos valores repassados aos municípios, e o uso dos recursos DADETUR para contratação de serviços especializados estão em pauta.

Nesse contexto, a startup Destinos Inteligentes desenvolveu a plataforma de gestão das informações turísticas. Por meio desse sistema, os gestores municipais incluem os dados do inventário turístico da sua cidade, como por exemplo, número de leitos de hospedagem, opções de alimentação, atrativos turísticos, eventos, roteiros, guias, operadoras e artesãos. Todas essas informações geram uma estimativa de pontuação para o ranqueamento, por meio do uso de uma calculadora que integra a plataforma, especialmente desenvolvida pela Destinos Inteligentes com base nos critérios estabelecidos pela Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo – SETUR/SP.

Outra ferramenta disponível na plataforma é a pesquisa de demanda de turística, trata-se de um questionário que o gestor público pode aplicar junto aos turistas e obter informações estratégicas sobre o comportamento dos visitantes que também geram pontos para o ranqueamento. A Embratur e Destinos Inteligentes, por exemplo, fizeram uma pesquisa inédita que irá mostrar comportamento e preferências de turistas estrangeiros no Rio de Janeiro. 

Os gestores públicos também podem cadastrar o seu Plano Municipal de Turismo e as atas das reuniões do Conselho Municipal de Turismo. Por tudo isso, a plataforma de gestão das informações turísticas auxilia as prefeituras a melhorarem seu desempenho no ranqueamento paulista, garantindo acesso a recursos estruturais, como também contribui para que o município esteja presente no Mapa do Turismo Brasileiro.

Reconhecida como a única finalista govtech pelo Programa de Aceleração da EmbraturLAB e Turistechub, a Destinos Inteligentes tem expandido sua atuação para outros estados, contribuindo para o aumento de empresas registradas no Cadastur, no preenchimento da plataforma do SISMAPA do Ministério do Turismo e no Cadastro Automático de Experiências – CAÊ da Embratur

Atualmente, a Destinos Inteligentes está presente em mais de 70 cidades nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará e Rio de Janeiro.

“Convido as prefeituras a conhecerem nossa plataforma de gestão das informações turísticas. Estamos comprometidos em oferecer soluções tecnológicas que impulsionem o desenvolvimento turístico de cada município, contribuindo para uma experiência única e sustentável para visitantes e moradores.” – Rodrigo Raineri, CEO da Destinos Inteligentes. “Em tempo, é bom lembrar que as prefeituras estância e MITs podem contar com a prorrogação da plataforma do ranqueamento até o final de junho. E que o recadastramento no SISMAPA para todos os municípios brasileiros deve ser feito todos os anos”, destaca.

* Govtech – São empresas focadas em tecnologia, processos de trabalho e soluções ágeis, com o propósito de gerar inovação para a gestão pública e auxiliar na economia de recursos públicos.

Aplicativo Apple Store e Google Play – http://www.destinosinteligentes.tur.br/app.html

Plataforma de Gestão Inteligente do Turismo: comercial@destinosinteligentes.tur.br

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES, SORTEIOS E PROMOÇÕES

Invalid email address
Prometemos não enviar spam para você.  Pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Notamos que você possui um ad-blocker ativo!

Produzir um conteúdo de qualidade exige recursos. A publicidade é uma fonte importante de financiamento de nosso conteúdo. Para continuar navegando, por favor desabilite seu bloqueador de anúncios.