Início Entretenimento Brincadeiras para animar as confraternizações de fim de ano

Brincadeiras para animar as confraternizações de fim de ano

75

Bingo, amigo/inimigo secreto, brincadeira do troca… como você vê existem várias formas de tornar a sua festa mais divertida, confira algumas delas:

As confraternizações de fim de ano são muito importantes para rever amigos, fazer novos, como também criar mais afinidade com colega de trabalho. O Natal é a oportunidade de reunir toda a família, inclusive, receber visita de quem mora distante.

Mas seja onde for a confraternização, é preciso mais do que comida e bebida. É necessário as brincadeiras para tirar a família do sofá e fazer da festa um enorme sucesso. Para descontrair o ambiente e promover uma maior interação entre todos, conheça algumas brincadeiras que podem ser adotadas para animar o evento, seja ele num bar, restaurante, clube ou residência.

Árvore de Natal personalizada

Esta é uma brincadeira para ser realizada numa residência. Monte uma árvore de Natal, mas não coloque os enfeites (bolas, estrelas etc). Peça aos convidados para levarem uma foto, de família, por exemplo. Além disso, recorte bolas em cartolinas coloridas. Um pouco antes ou logo após a ceia, junte os convidados, distribua as bolas e peça para todos escreverem mensagens dentro delas. Depois os participantes da confraternização devem decorar a árvore com as fotos e mensagens.

Bingo

O tradicional bingo pode animar uma festa. Para isso, cada participante deve comprar algo mais em conta, mas que sirva para qualquer idade (incluindo crianças, caso façam parte da confraternização) e sexo. Por exemplo, caneca, porta-retrato, canetas, saquinhos de bala, um enfeite de natal etc.

Inimigo secreto

Versão bem-humorada do tradicional amigo secreto. Funciona da mesma forma: o nome de cada participante é escrito num papel, dobrado e colocado num recipiente. Depois cada um pega um desses papeizinhos. Se alguém pegar o próprio nome deverá devolvê-lo e escolher outro papel. A diferença está na escolha dos presentes, que devem ser engraçados, que brinquem com o sorteado. Por exemplo, se o amigo gostar de jogar futebol, mas for um “perna de pau”, poderá ser “presenteado” com uma bola murcha. Mas vale ressaltar que para ser apenas “engraçado” e uma forma de descontrair o ambiente, o presente não pode ser de mau gosto ou pejorativo – se o sorteado ficar chateado com a brincadeira, a diversão acaba.

Brincadeira do balão

A cada pessoa será entregue um balão (bexiga) vazia, uma caneta e um papel. Todos devem escrever uma mensagem e colocá-la dentro do balão, enchê-lo de ar e dar um nó.
Quando todos acabarem, conta-se até três e os balões deverão ser jogados, com força, para cima. Cada um deve pegar um balão que não seja o próprio. Depois é só estourá-lo e ler, em voz alta, a mensagem.

Amigo misterioso

Escreva o nome dos participantes num papel, dobre-os e coloque-os num recipiente. Um jogador sorteia um nome, sem mostrá-lo a ninguém. Cada pessoa faz uma pergunta sobre o sorteado, mas não vale sobre aparência física e profissão. (As perguntas podem ser, por exemplo, sobre o gosto ou jeito da pessoa).
As respostas só podem ser “sim” ou “não”, sem detalhes. Quem acertar ganha um bombom ou outro brinde qualquer e sorteia um colega, recomeçando, assim, o jogo.

Desempacotando

É preciso ter doces e pequenas lembranças (presentinhos), saquinhos, caixinhas e papeis de presente e um dado. Os presentes devem ser embrulhados, empacotados ou encaixotados diversas vezes e depois deixados perto da árvore de Natal. Reúna os convidados e sorteie quem vai começar a brincadeira. O sorteado pega um embrulho e joga o dado. O número que sair será a quantidade de embalagens que ele poderá abrir. Se não chegar ao presente, outra pessoa joga o dado e recomeça a desembrulhar o pacote. Quem chegar ao presente ficará com ele.

Amigo-secreto detetive

Ao invés, de colocar no sorteio o nome, coloque a foto de criança de cada participante. Para comprar o presente, antes de tudo cada um deverá adivinhar quem é a pessoa daquela foto. Ótima dinâmica para aproximar grupos de trabalho que não têm muito contato.

Amigo-secreto ladrão ou mais conhecida como troca

Para aqueles grupos que não conseguem definir com antecedência o número de participantes ou até mesmo realizar o sorteio, essa pode ser uma boa opção. Nessa versão da brincadeira deve-se comprar um presente unissex (se tiver tanto homens quanto mulheres no grupo) e que o(a) própria participante gostaria de ganhar. Os presentes são dispostos em uma mesa; os números são sorteados entre as pessoas. Aquele que retirar o maior número começa a brincadeira e escolhe um dos pacotes.

A dinâmica leva o nome de amigo-secreto “ladrão” porque os participantes que vêm a seguir podem escolher tanto os presentes da mesa, como “roubar” aqueles que foram retirados pelos participantes anteriores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui