Início Comportamento Homem decide casar consigo mesmo após término do noivado

Homem decide casar consigo mesmo após término do noivado

Foto: Landerson Viana

Médico manteve cerimônia de R$ 350 mil depois que noivo decidiu terminar relacionamento

O médico Diogo Rabelo, de 33 anos, viralizou na internet com vídeos de seu casamento em um resort em Itacaré, na Bahia. Apesar da paisagem paradisíaca, o que mais chama a atenção nas imagens do evento é a ausência do noivo. Depois de um ano e meio de relacionamento, Diogo conta que seu parceiro decidiu terminar o noivado três meses antes da data do casório. Em vez de cancelar o evento, que ele diz ter custado cerca de R$ 350 mil, o médico casou-se consigo em 17 de outubro.

Dos 100 convidados inicialmente previstos, compareceram 40 — todos da lista de Diogo. O médico, que é especializado em procedimentos estéticos como botox e preenchimentos faciais, já compartilhou três vídeos feitos no resort em que celebrou o autocasamento. Ao todo, as peças contabilizam mais de 580 mil visualizações apenas no perfil de Rabelo no Instagram. As imagens foram reproduzidas por outras páginas na internet, o que o tornou uma espécie de celebridade instantânea.

O vídeo mais visto da cerimônia tem 10 minutos e mostra um discurso de Diogo a seus convidados, além do momento em que ele diz o “sim” a si mesmo diante de um espelho.

“O sentido da minha não será aquele que foi largado no altar, isso é apenas um pequeno detalhe que faz parte de um todo. Detalhe importante e que criou um tecido essencial para que eu aprendesse a minha maior e talvez mais dolorosa lição, a de saber me amar”, diz ele no vídeo.

Diogo diz não guardar mágoas do ex-noivo, o também médico Vitor Bueno, que não se manifestou ao ser procurado pelo GLOBO. Rabelo afirma, no entanto, que o ex não gostou da repercussão dos vídeos. O relacionamento, segundo ele, começou no carnaval de 2019 e terminou de maneira definitiva em julho deste ano.

— Nós noivamos em novembro do ano passado, em janeiro começamos a morar juntos, e em fevereiro assinamos o contrato do casamento. Combinamos que eu pagaria a cerimônia e que ele me reembolsaria depois aos poucos, mas terminamos em julho depois de uma série de brigas — afirma o médico.

O cronograma do casório foi mantido mesmo em meio à pandemia, mas a proposta para cancelar a cerimônia foi feita pela primeira vez em junho pelo ex, segundo Rabelo, que afirma tê-la recusado porque muitos convidados já teriam comprado passagens e o resort não faria reembolso.

— A gente se separou definitivamente em julho, quando ele saiu de casa. Eu fiquei desesperado, fui atrás, disse a ele que o amava, até que me mataria se não tivesse volta, mas ele não se comoveu. Analisei a situação durante um mês, e decidi que eu tinha que me valorizar e me amar. Mantive a cerimônia e, dos meus 50 convidados, 40 vieram — diz Rabelo.

Foto: Landerson Viana

A história de Rabelo tem sido comparada com a da influenciadora digital Alinne Araújo, que no ano passado manteve a festa de casamento mesmo depois de ser abandonada pelo noivo. A jovem, que já sofria depressão, suicidou-se após ser criticada na internet.

Diogo também foi criticado em posts por supostamente querer se autopromover, mas diz ter recebido mais mensagens de apoio e pedidos de conselho de quem passou por situações similares. O médico, que fez tratamento psicológico por quase quatro anos até outubro, diz ter se apegado à religiosidade, ao trabalho e a luxos como finais de semana em hotéis de luxo para superar o término.

— A mensagem que eu queria passar para as pessoas com esse meu casamento não é a de vítima, eu não dependo de um casamento para ser feliz. Eu quero casar com outra pessoa sim, e quero ter filhos, mas minha felicidade não pode depender disso — diz ele, que afirma ter frequentado sessões de terapia por três anos até outubro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui