- Propaganda -
Início Negócios Sem casamento, nem aniversário: com festas adiadas, clientes e empresas criam alternativas

Sem casamento, nem aniversário: com festas adiadas, clientes e empresas criam alternativas

Sem casamento, nem aniversário: com festas adiadas, clientes e empresas criam alternativas | Foto: Arquivo Pessoal
- Propaganda -

Após adiar casamento em Aparecida, casal negocia com fornecedores contratados para cerimônia; em São José dos Campos, buffets infantis criam associação

João Paulo e Eduarda estavam com o casamento agendado na Basílica de Aparecida, no Vale do Paraíba, interior de São Paulo. Devido ao novo coronavírus, precisaram adiar para o mês de agosto. Mas ainda não sabem se vai ter mesmo o casamento ou não. Um dos desafios para o casal agora é a negociação com as empresas contratadas para a festa.

“Planejamos tudo com muito carinho. Já estava tudo pronto, contratado, só aguardando o grande dia. Já fizemos o ensaio de casamento, o curso de noivos da igreja. No primeiro instante, ter que mudar a data foi um baque, mas entendemos que cuidar de quem amamos é nossa essência”, lembrou a noiva Eduarda Carolina Elache.

O casal de Aparecida agendou uma nova data para o mês de agosto. E vem negociando com os fornecedores e convidados na torcida para que a pandemia chegue logo ao fim.

“Seguimos sem saber se será possível ter o nosso tão sonhado dia. Formalizamos a necessidade de mudança do dia com nossos fornecedores. Eles compartilharam da seriedade do momento e de forma muito atenciosa se colocaram à disposição para fazer da nova data um dia ainda mais especial”, comentou a noiva.

- Propaganda -

Um dos fornecedores é Marcelo Navarro, que trabalha com filmagens. Ele conta que já foram cancelados mais de 15 festas nesse período de quarentena. Entre festas de aniversários e casamentos. A orientação do empresário, na negociação com seus clientes, é pelo bom senso.

“Conversamos caso a caso. Um casamento muitas vezes você consegue adiar. Então cria-se essa alternativa. Mas um aniversário em outros casos não consegue. Então é ter muito jogo de cintura e entender que esse momento é delicado para todos nós”, afirmou Navarro.

Buffet infantil e festas de aniversário

Dona de um buffet infantil em São José dos Campos, a empresária Maria Rita está com estabelecimento fechado desde o dia 16 de março. O número de festas canceladas não para de subir. A orientação da empreendedora é pelo adiamento das festas. E não cancelamento. Até o momento, ela explica que não realizou demissões.

Buffet infantil em São José dos Campos — Foto: Arquivo Pessoal
Buffet infantil em São José dos Campos — Foto: Arquivo Pessoal

“O custo de um aniversário não é somente no dia da festa. O custo começa a ser gerado no dia em que o cliente vai ao buffet para negociar um orçamento. Temos uma equipe pronta para atendê-lo. Luz, água, funcionários, os gastos estão todos ali. Com fornecedores nós fazemos compras com antecedência. Por isso conversamos com o cliente no sentido de utilizar adiar o evento. E não cancelar”, explicou a empresária.

“Os clientes estão sendo super compreensivos. E nós, ao mesmo tempo, estamos abrindo nossa agenda até 2021 para a remarcação dos eventos, sem multa ou alteração de valores”, acrescentou.

Por conta do momento delicado com o segmento de buffet infantil, está sendo criada a ABIVAPA, Associação dos Buffets Infantis do Vale do Paraíba. A ideia da criação da associação surgiu em um grupo de empresários do setor no WhatsApp.

Buffets se uniram em São José na luta contra a crise — Foto: Arquivo Pessoal
Buffets se uniram em São José na luta contra a crise — Foto: Arquivo Pessoal

“O futuro parece muito incerto enquanto temos as portas fechadas. E, mesmo com atendimento online, as vendas estão praticamente paralisadas. Nós e nossos concorrentes nos unimos para ajudarmos uns aos outros nesse momento tão difícil. E estamos todos trabalhando na campanha ‘não cancele, adie’. Isso para que nós e nossos fornecedores possamos continuar trabalhando e realizando lindas festas no futuro”, declarou a empresária Aline Bondezan, também proprietária de um buffet infantil em São José.

Festa improvisada

A professora Gabriela Renó estava com a festa do filho agendada. Seria no buffet. Mas, com a nova realidade, a saída encontrada foi comprar um bolo e cantar o “parabéns” na sacada do apartamento. Os vizinhos participaram cantando (assista ao vídeo abaixo).

Moradores improvisam "parabéns" em sacadas de prédios em São José
Moradores improvisam “parabéns” em sacadas de prédios em São José | Fonte: G1

“Tive que cancelar a festa. Não fazia sentido lá na frente eu comemorar um aniversário do início do ano. As crianças sentem muito. Mas vamos buscando alternativas, como falar com os parentes pelo celular e essa surpresa aí na sacada… esse parabéns a você foi inesquecível”, conta a mãe de Rafael, que completou 10 anos de idade.

Fonte: G1.com.br

INSCREVA-SE E FIQUE POR DENTRO DAS NOSSAS NOVIDADES, SORTEIOS E PROMOÇÕES

Invalid email address
Prometemos não enviar spam para você.  Pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.
- Propaganda -

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Por favor insira seu nome aqui